Vantagens em tornar-se associado

Acesso a informação privilegiada sobre o setor
Aconselhamento técnico e jurídico
Networking e aumento da visibilidade do sector
Receção de alertas de imprensa e legislação
Inclusão e receção do anuário da APREN

Como tornar-se associado

1 ​Preencher a Ficha de Candidatura

Faça download da ficha de candidatura disponível nesta página.

2 Submeter a candidatura à apreciação da APREN

Pode fazê-lo por email (apren@apren.pt) ou por correio.

Representatividade dos Associados da APREN

No final de 2016 a representatividade da APREN era a seguinte:

Hídrica
99%
Eólica
96%
Biomassa
29%
Solar
30%
Oceanos
100%
​Geotérmica
100%
93%
Total

A APREN representa mais de 90% do total da potência instalada de fontes de produção de eletricidade renovável em Portugal.

Condições de Adesão

Associado Ordinário

Titulares de Licenças de estabelecimento de Centros Electroprodutores a partir de Fontes Renováveis.

Associado Extraordinário

Quaisquer pessoas, individuais ou colectivas, interessadas no progresso técnico, jurídico, financeiro e económico da produção de energia eléctrica a partir de fontes renováveis e que possam inequivocamente contribuir de modo relevante para os fins da APREN.

Direitos

  • Participar nas actividades promovidas pela APREN;
  • Participar e votar nas Assembleias Gerais;
  • Eleger e ser eleito para os Órgãos Sociais;
  • Convocar a Assembleia Geral nos termos previstos no artº 15º, nº1 dos Estatutos;
  • Receber da Associação a informação que se revele pertinente e oportuna;
  • Desistir da sua qualidade de Associado nos termos previstos no artigo 8º, nº1 alínea a) e nº2 dos Estatutos.

 

Deveres

  • Comparecer às Assembleias Gerais e reuniões para que forem convocados;
  • Cumprir os Estatutos e outros regulamentos internos, bem como as deliberações dos Orgãos Sociais;
  • Pagar pontualmente as quotas e comparticipar noutros encargos regularmente aprovados;
  • Comunicar à APREN os seus dados de identificação e eventuais alterações dos mesmos;
  • Informar a APREN quanto aos centros electroprodutores de que sejam titulares ou requerentes, indicando a sua localização e principais características, bem como quaisquer alterações.